contato@periciaeletrica.com.br | (41) 3011-3611 | Curitiba-PR

Primeiramente, o perito judicial precisa de um plano para se apresentar na vara cível. Bem como, estar devidamente claro o motivo de estar indo lá.

Nesse artigo vamos ajudar você, que quer ser perito judicial mas tem dificuldades em se apresentar na vara cível. Já passei por isso no início da minha carreira e sei que não é fácil.

Nesse post você aprenderá:
1) Como preparar a apresentação;
2) O que falar na reunião;
3) Próximos passos após a reunião.

Caso você queira saber como se cadastrar nos tribunais de justiça e acelerar a sua nomeação é só clicar no vídeo abaixo. Onde o engenheiro João dá dicas e sugestões para você alavancar a sua carreira como perito judicial.

 

 

Como preparar a apresentação

 

Antes de mais nada, é interessante se preparar para a apresentação. Ainda mais porque essa preparação é praticamente 90% mental. É um estado de espírito mesmo. Afinal, você tem que estar bem consigo para falar com o responsável pelas nomeações.

De antemão, já digo: não adianta aparecer de surpresa na vara cível. Pois, muitas vezes a pessoa responsável pelas nomeações não estará lá. Ou, pode estar ocupada com outros afazeres e não conseguirá parar tudo que está fazendo para conversar.

Sobretudo, ligue antes para a vara cível que você quer prospectar e peça para falar com o responsável pelas nomeações. Nesse sentido, peça um horário que a pessoa esteja livre e marque uma reunião de 10 minutos. Normalmente, a pessoa responsável pelas nomeações é o chefe de cartório cível. Mas, isso nem sempre é verdade, só ligando para descobrir.

Não esqueça de levar o seu CV (currículo profissional) atualizado. Do mesmo modo, é interesse você se apresentar como perito judicial com um currículo específico.

Caso queira descobrir como fazer um CV é só acessar o artigo abaixo:

Perito judicial: o que não pode faltar no CV (currículo)

Quando chegar o grande dia lembre-se de vestir uma roupa adequada. Não precisa ir de terno e gravata, mas algo mais formal é sim necessário. Por exemplo, normalmente eu vou de calça jeans, sapato e camisa social.

A princípio, esses são os passos necessário para marcar a reunião. Ainda mais, não esqueça de comparecer no horário estipulado.

 

O que falar na reunião

 

Agora chegou o grande momento, o frio na barriga cresce, a ansiedade bate e a língua fica mole. Esses sentimentos são normais e eu sinto isso toda a vez que faço prospecção. Respire fundo, conte até três e vá com confiança.

Principalmente, seja objetivo na sua apresentação. Pois as pessoas que tem muito trabalho pela frente e não gostam de perder tempo.

Ao mesmo tempo, se apresente, deixe o seu CV e comece a conversa de maneira profissional. Nesse momento, não é necessário usar o “juridiquês” e muito menos linguagem técnica. Lembre-se você está ali para vender!

A princípio, pergunte quais são as demandas que eles possuem na sua área de formação. Seja engenharia, odontologia, farmácia, medicina etc. Normalmente, há demanda judicial e há necessidade de perito. Porém, lembre-se de contextualizar baseado na realidade da outra pessoa.

Parece difícil, mas não é não. Vou dar um exemplo básico, sou engenheiro eletricista e quando ia nas primeiras reuniões perguntava se tinha demanda em engenharia elétrica. A resposta era sempre um grande, NÃO!

Até que em uma reunião eu perguntei: mas não tem nada sobre queima de equipamento ou de raio? Aí a chefe de cartório falou: sim temos demanda para isso, mas não são muitas. Na hora já fiquei feliz com a resposta. Afinal, era um começo.

O que eu quero mostrar para você é a necessidade de contextualizar a sua formação com uma demanda judicial. Poxa, mas eu não conheço nenhuma demanda na minha área. Nessa hora pesquise na internet antecipadamente, sempre haverá algo.

Sobretudo, durante a reunião pergunte quais problemas eles estão tendo com os peritos. Bem como, deixe claro que eles não terão esse problema se nomearem você. Em seguida, peça o endereço de e-mail da vara cível e da responsável, você usará isso mais tarde.

 

Próximos passos após a reunião

 

Antes de mais nada, parabéns! Agora, você acabou de se apresentar como perito judicial. Lembre-se tudo na vida é um aprendizado, nas primeiras você poderá errar mais. Quem não tenta não consegue. A diferença é tentar até conseguir e ir melhorando aos poucos.

Desde já, chegando em casa não esqueça de mandar um e-mail de agradecimento pela reunião. Isso é a dica de ouro, afinal todo mundo gosta de se sentir importante.

Primordialmente, não esqueça de anexar novamente seu CV nesse e-mail.

De antemão, já deixo claro que no início você terá que ser mais insistente. Por exemplo, eu fiz essa técnica por cinco anos em uma vara cível de uma cidade vizinha. Demorei esse tempo todo para começar a atuar ali, mesmo sendo perito judicial em outras comarcas.

Acima de tudo, mantenha o contato com essa vara cível. Mande e-mail a cada um ou dois meses, ligue e se esforce em manter o contato.

Não existe fórmula mágica para conseguir a nomeação. As dicas que te passei nesse artigo funcionaram comigo e com diversos alunos que atendemos aqui na perícia elétrica.

Agora, fale você: o que você tem feito para se destacar no ramo de perícia judicial? Deixe nos comentários e vamos debater.

Caso você queira descobrir mais é só acessar esses artigos das principais perícias da área elétrica:

O que é uma perícia de ressarcimento de danos elétricos

“Furto” de energia elétrica – Como proceder em situações como essa

 

Clique no link abaixo e conheça os nossos treinamentos de Perícia Judicial para Peritos(as):

Próximas turmas dos cursos ao vivo de Perícia Elétrica Judicial

Por | 2022-04-17T19:51:09-03:00 abril 7th, 2022|Perícia Judicial|

Sobre o autor:

| Engenheiro eletricista | Mestre em engenharia elétrica | Professor universitário | Fundador da AJL Perícia elétrica. Atua com perícia judicial desde 2017 e é o instrutor responsável pelo curso de ressarcimento de danos elétricos. Atua também na area extrajudicial com assistência técnica e laudo para crédito de ICMS.

2 Comentários

  1. Joana Nunes 07/04/2022 at 11:59 - Reply

    Muito bom este artigo, acredito que irá ajudar bastante o perito iniciante. Posicionamento claro e o que mais gostei neste artigo foi a forma que você se posicionou nas reuniões com as perguntas…”Tem demanda na área elétrica? Resposta: Não!
    Outra versão: Tem demanda em queima de equipamentos elétricos? Sim! Tempos alguns.
    Já recebi alguns nãos…O Simples é mudar a pergunta.
    Parabéns

    • Joao Luiz 07/04/2022 at 16:14 - Reply

      Olá Joana! Que bom que você gostou do artigo e que te ajudamos a ampliar o campo do visão com esse tema.

      Na prática é um jogo de detalhes e as perguntas fazem parte desse jogo. Vai por mim, tive que aprender isso suando a camisa mesmo.

      Sucesso para você,

      João Luiz Altenburg

Deixe um comentário!

WhatsApp chat