contato@periciaeletrica.com.br | (41) 3011-3611 | Curitiba-PR

Agora, como prospectar perícia judicial por telefone? Afinal, a venda ativa é necessária em qualquer profissão e em perícia não é diferente.

Atualmente, prospecção ativa não é o forte de muitos profissionais, seja presencial ou por telefone. E você está enganado se pensa que não funciona. Mas, já adianto esteja preparado para receber mais “não” que “sim”.

E isso dói mesmo, ninguém gosta de rejeição. Porém, se você quer se destacar na área leia esse artigo até o final.

Nesse post você aprenderá:

1) Perícia judicial: porquê prospectar

2) Como encontrar os telefones das varas cíveis

3) O que falar na ligação

 

Caso você esteja começando na área o engenheiro João Luiz dá diversas dicas em como se cadastrar e acelerar as nomeações.

 

Perícia judicial: porquê prospectar

 

Primeiramente, a perícia judicial nada mais é que uma prestação de serviços. Portanto, é necessário sim saber vender o seu peixe. Claro, isso só vale se você quiser se destacar nesse ramo.

Antes de mais nada, você tem que se diferenciar da maioria. E isso começa já na venda da sua perícia. Mas, como assim venda? Sim, você tem que vender! E isso ninguém te conta.

Desde já, tenha em mente que de nada adianta ter diversos cursos na área pericial. Pois, você só atua como perito se for nomeado. E como ser nomeado?

Existem diversas técnicas para conseguir a nomeação. A grande maioria só faz o cadastro no tribunal e aguarda pacientemente a intimação. Isso é o básico e nem sempre funciona.

É recomendado se diferenciar, se destacar e isso começa na sua atitude. Portanto, não tenha medo e venda seu produto. Pode ser presencialmente na comarca, e-mail ou até telefone.

A vantagem de prospectar por telefone é que você ganha tempo, tem custo reduzido e ainda marca presença. Então, não tenha medo de ligar. E esqueça os famosos pitch de vendas, seja você, autêntico, idôneo e transparente.

 

Como encontrar os telefones das varas cíveis

 

Sobretudo, se prepare antes de fazer as ligações. Bem como, tenha um ambiente arrumado, de preferência silencioso e tenha os telefones das varas cíveis em mãos.

À primeira vista, parece difícil encontrar esses dados. Contudo, isso não é verdade. Pois, os próprios sites dos tribunais de justiça exibem os números telefônicos.

Basta uma procura na internet e você encontra facilmente o telefone da vara cível com quem quer falar. Nesse momento é recomendado ser estratégico. Antes de ligar já separe os números de telefone.

Para facilitar seu trabalho deixamos aqui em baixo alguns links de acesso. Para encontrar o tribunal que você quer atuar é fácil. Afinal, basta procurar pelas siglas do seu estado. Por exemplo, em Santa Catarina é o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) e clicar no link de acesso.

TJRSTJSCTJPR  TJSP

Agora, separe uma parte do seu dia para realizar as ligações! E não tenha medo de se mostrar à disposição. Afinal, perícia judicial é algo necessário para o judiciário.

Cursos de Perícia Elétrica Judicial

 

O que falar na ligação

 

Desde já, tenha em mente que não existe fórmula mágica e nem pitch de vendas pronto. Cada ligação é única e você terá que se adaptar na sua comunicação. Contudo, uma coisa é certa: seja você mesmo e não interprete um personagem. Isso soa artificial e é facilmente detectado pelo outro lado.

Principalmente, respire fundo antes de cada ligação e pense “do outro lado tem alguém que precisa da minha ajuda”. E depois de cada ligação reserve um tempo para você pensar no que há para melhorar.

Não pense que comigo deu tudo certo na primeira, segunda ou terceira ligação. Utilizei elas como um aprendizado. E vai por mim, depois que você desligou o telefone a outra pessoa do outro lado vai esquecer de você em alguns minutos.

Primordialmente, durante a ligação tente exemplificar no que você pode ajudar. Por exemplo, uma perícia que eu atuo é de ressarcimento de danos elétricos. Mas, ao ligar e falar sobre essa perícia eu sempre recebia um “não temos demanda”. O que não era verdade.

Estava errando no básico, não sabia exemplificar em poucas palavras o que eu poderia ajudar. Tive que rever minha comunicação e exemplificar ao máximo. Após algumas ligações consegui algumas nomeações. Eram processos que estavam parados por ausência de perito judicial.

Desde já, fica a lição: use prospecção ativa na perícia judicial. Não é fácil, não vou mentir. Mas, é necessário.

Espero ter te ajudado e comente abaixo se você faz prospecção ativa e quais as suas dificuldades.

Caso você queira descobrir mais sobre a área de perícia judicial deixo esses artigos da área elétrica.

O que é uma perícia de ressarcimento de danos elétricos

“Furto” de energia elétrica – Como proceder em situações como essa

Clique no link abaixo e conheça os nossos treinamentos de Perícia Judicial para Peritos(as):

Próximas turmas dos cursos ao vivo de Perícia Elétrica Judicial

Por | 2022-06-02T14:10:45-03:00 junho 1st, 2022|Perícia Judicial|

Sobre o autor:

| Engenheiro eletricista | Mestre em engenharia elétrica | Professor universitário | Fundador da AJL Perícia elétrica. Atua com perícia judicial desde 2017 e é o instrutor responsável pelo curso de ressarcimento de danos elétricos. Atua também na area extrajudicial com assistência técnica e laudo para crédito de ICMS.

Deixe um comentário!

WhatsApp chat