contato@periciaeletrica.com.br | (41) 3011-3611 | Curitiba-PR

Conheça a realidade das instalações elétricas no Brasil

 

O laudo elétrico (termo mais popularmente para pessoas que não atuam na área) tem como objetivo avaliar as condições das instalações elétricas nos condomínios e nas indústrias.

Antes de falar sobre ele é necessário que você conheça um pouco sobre a realidade do Brasil.

Uma triste realidade é que, muitos síndicos contratam prestadores de serviço, considerando somente o preço.

Na prática, quem cobra menos, tem grande chance de ganhar o serviço. O que o clientes recebe no término do serviço na maioria das vezes é funcional, mas não seguro.

A prestação de serviços elétricos no Brasil está cada vez mais banalizada, sendo que a diferença de preço pode ultrapassar 300%.

Vou dar um exemplo:

Vamos considerar a troca de um chuveiro de 127V / 5.500W, por outro, de 220V / 7.500W.

Agora, suponha que você solicitou um orçamento a 3 profissionais e obteve as seguintes respostas:

O primeiro profissional, sem experiência na área elétrica, informa que pode fazer o serviço em minutos, trocando somente o chuveiro, sem trocar os cabos e o disjuntor. Irá tirar o cabo que sai do barramento do neutro para o chuveiro e colocar na saída de um disjuntor qualquer. Ele apresenta um orçamento de R$ 80,00 pelo serviço e diz que pode fazer imediatamente o serviço.

O segundo profissional, um pouco mais experiente, cobra R$ 220,00 para trocar o chuveiro. Ele informa que os cabos elétricos e o disjuntor, também precisam ser trocados, justificando o valor devido ao tempo gasto para fazer o serviço.

O terceiro profissional é experiente com ampla formação técnica, afirma que, para realizar o serviço, precisa trocar o seu quadro elétrico, os disjuntores, os cabos e o chuveiro. Em resumo, durante a avaliação identificou que o quadro elétrico e os condutores são antigos e apresentam risco de incêndio, demonstrando ser um profissional experiente. Cobrou pelo serviço R$ 600,00, por se tratar de uma atividade mais complexa.

Supondo que o último esteja 100% correto e os demais errados… Quem você acha que geralmente é contratado?

Com base nos argumentos apresentados, pense sobre quem você contrataria…

É provável, que você tenha pensado em contratar o primeiro profissional para economizar e resolver o problema rapidamente. Em contrapartida, essa escolha poderia causar um incêndio na sua edificação.

Por outro lado, situações semelhantes acontecem nas áreas de uso coletivo dos condomínios, indústrias e comércios em geral, no decorrer de pequenas ampliações que vão sendo realizadas, por profissionais sem qualificação e experiência  e que oferecem serviços “simplificados”.

Diante do exposto, é possível entender melhor o crescente aumento no número de incêndios que vem ocorrendo no Brasil em decorrência das instalações elétricas.

 

Benefícios do Laudo Elétrico para os Condomínios

 

Ao contratar uma empresa, a fim de elaborar um laudo elétrico para o seu condomínio, será feita uma perícia elétrica minuciosa, uma avaliação da edificação, com o objetivo de evitar incêndios de origem elétrica, bem como choques elétricos.

Ao longo do tempo, os condomínios vão sofrendo inúmeras alterações nas instalações elétricas. Cada síndico que entra, contrata um prestador de serviço, muitas vezes sem a preocupação de inspecionar a qualidade do serviço realizado.

Além disso, muitos prestadores de serviço que atendem condomínios, nunca sequer, realizaram um curso de eletricidade, não sabendo dimensionar condutores, cabos e outros componentes das instalações elétricas.

Antes de mais nada, é preciso entender essa realidade e pensar na segurança da sua família e do seu patrimônio. A realização de uma perícia elétrica não deve ser vista como uma despesa, e sim, como uma medida preventiva de segurança.

Outro benefício é o atendimento às leis municipais e estaduais. Dependendo da região, devido a importância dos laudos para instalações elétricas, estes devem ser realizados anualmente.

Cabe destacar que, em caso de acidente, constatado que houve negligência por parte do síndico, o mesmo pode responder judicialmente.

Em suma, com um laudo para instalação elétrica, o síndico tem uma visão geral das condições das instalações elétricas. Após, poderá propor aos moradores um plano de manutenção que visa a segurança da edificação, caso necessário.

 

Benefícios para indústrias

 

A realidade de muitos gerentes de manutenção é que assumem uma responsabilidade com recursos extremamente limitados.

Todo foco de manutenção e melhoria está direcionado ao ganho de produção. Como as reformas nas instalações elétricas não traz “retorno de investimento”, muitos diretores acabam deixando de lado.

Na ocorrência de um acidente, vou te dizer quem, provavelmente, serão os culpados:

  • Gerente de manutenção;
  • Técnicos de manutenção;
  • Eletricistas;
  • Engenheiros e técnicos de segurança.

Nessa situação, é provável que os donos da empresa ou administradores aleguem o desconhecimento dos riscos, repassando a responsabilidade aos profissionais que tinham experiência e atribuições para cuidar das instalações elétricas.

Em termos práticos, quando você recebe responsabilidade sem recursos, está exercendo a mesma função de um “eletrodo de sacrifício”, ou seja, se ocorrer um acidente será o culpado, se pressionar por correções, será substituído.

Dessa forma, elaborando um laudo para instalações elétricas da indústria, será possível identificar muitos riscos que podem provocar acidentes, por meio de um documento técnico idôneo. Com ele em mãos, poderá alertar a alta direção da empresa quanto aos riscos de incêndio e choque elétrico para com a sua equipe.

Uma perícia elétrica, além de diminuir os riscos de acidente, ampara os profissionais que exercem funções gerenciais em caso de acidente.

 

Como é feito um laudo elétrico (termo popular)?

 

O laudo elétrico ou laudo para instalações elétricas, basicamente é dividido em 3 etapas, contemplando:

1º) Vistoria nas instalações elétricas;

2º) Elaboração do laudo técnico com um diagnóstico das instalações elétricas;

3º) Apresentação do laudo em reunião para esclarecimento de dúvidas.

Durante as vistorias elétricas são feitos diversos ensaios e inspecionados diversos itens da edificação.

Quer saber o que é uma vistoria? Veja o link abaixo:

O que é uma vistoria elétrica? Ela evita incêndio e choque elétrico nas edificações?

 

A cada quanto tempo preciso elaborar um laudo elétrico?

 

Se formos pensar em legislação, em algumas cidades ele é obrigatório anualmente, em outras a cada 3 ou 5 anos. Mas na grande maioria das cidades, não existe uma definição de tempo para elaborar esses laudos.

Excluindo o fato da obrigatoriedade legal e considerando os riscos que encontramos, diariamente, nas edificações, a elaboração esse laudo para instalações elétricas a cada 2 anos, certamente, evitará muitos incêndios e choques elétricos nas edificações.

É uma questão de bom senso, basta avaliar o aumento crescente de incêndios nas edificações e refletir sobre os riscos.

 

Caso queira se especializar nessa área temos um plano de mentoria individualizada para profissionais:

Programa de mentoria com aceleração de resultados

 

Em nosso blog você encontrará muitos assuntos, veja também:

Quanto ganha um engenheiro eletricista recém formado?

Engenharia elétrica EAD vale a pena?

Compartilhe com seus amigos!
Por | 2019-06-23T18:53:22-03:00 outubro 3rd, 2018|Consultoria Elétrica|

Sobre o autor:

Daniel Machado Duarte
Eletrotécnico |Engenheiro eletricista | MBA em Gestão comercial. Trabalhou como eletricista de redes de distribuição, técnico de projetos, fiscalização de obras, comissionamento e ensaios de equipamentos elétricos em redes de distribuição e usinas hidroelétricas. Fundou a empresa D&M Perícia Elétrica em 2014 e atualmente presta diversos serviços de consultoria elétrica para empresas e condomínios no Brasil.

Deixe um comentário!

Inspeção Elétrica

WhatsApp chat