contato@periciaeletrica.com.br | (41) 3011-3611 | Curitiba-PR

Você sabe qual a diferença entre os tipos de dispositivos DR citados?

A sigla DR você sabe realmente o que significa?

Você sabe em quais ocasiões se torna necessário ter um dispositivo desses em sua instalação?

É muito comum haver confusão na hora de diferenciarmos esses componentes com exatidão. Veremos as respostas para todas essas perguntas a seguir!

 

Dispositivos DR

 

A sigla DR quer dizer diferencial-residual, ou seja, ela visa objetivar que todos os componentes que a possuem fazem parte desse sistema de funcionamento. Ele é capaz de absorver as correntes de fuga que venham a existir em seu circuito elétrico e, essa corrente sendo percebida pelo dispositivo, automaticamente ocasiona o seu desarme evitando, assim, riscos de choque elétrico ou incêndios e também o desperdício de energia.

 

Dispositivos IDR

 

O componente IDR, que significa interruptor diferencial-residual, tem a função de atuar somente em casos de corrente de fuga. Dessa forma, sua atuação só acontecerá quando houver corrente de fuga maior que 30 mA e não em correntes de curto-circuito. Assim, com essa característica podemos evitar risco de choque elétrico e incêndio.

 

Dispositivos DDR

 

O componente DDR, que significa disjuntor diferencial-residual, possui a capacidade de atuar como disjuntor e como interruptor. Em outras palavras, ele protege o circuito tanto em corrente de curto-circuito como em corrente de fuga, desempenhando, assim, as funções de IDR e DDR simultaneamente.

 

Dispositivos MDR


Além do IDR e o DDR que já mencionamos acima existe o MDR, que significa módulo diferencial-residual. Este dispositivo nada mais é do que um sistema DR feito em uma espécie de modulo de encaixe que permite alocar de forma conjunta um disjuntor termomagnético, se tornando assim em um componente DDR. O disjuntor diferencial-residual, assim sendo, protege o circuito elétrico tanto contra correntes de fuga como correntes de curto-circuito.

 

O que nos diz a norma NBR 5410 sobre os dispositivo DR?

 

A NBR 5410 nos informa quais são os requisitos mínimos necessários com o propósito de se ter um funcionamento adequado e, principalmente, seguro das instalações elétricas de baixa tensão.
Assim sendo, o item 5.1.3.2.2 da NBR 5410 nos evidencia em quais lugares se torna obrigatório o uso do dispositivo IDR conforme abaixo:

“a) os circuitos que sirvam a pontos de utilização situados em locais contendo banheira ou chuveiro (ver
9.1);
b) os circuitos que alimentem tomadas de corrente situadas em áreas externas à edificação;
c) os circuitos de tomadas de corrente situadas em áreas internas que possam vir a alimentar equipamentos no exterior;
d) os circuitos que, em locais de habitação, sirvam a pontos de utilização situados em cozinhas, copascozinhas, lavanderias, áreas de serviço, garagens e demais dependências internas molhadas em uso normal ou sujeitas a lavagens;
e) os circuitos que, em edificações não-residenciais, sirvam a pontos de tomada situados em cozinhas, copas-cozinhas, lavanderias, áreas de serviço, garagens e, no geral, em áreas internas molhadas em uso normal ou sujeitas a lavagens”
.

 

Outra informação de suma importância que a NBR 5410 nos dá logo em seguida é a seguinte:
“A norma não especifica a obrigatoriedade deste dispositivo por ponto, por circuito ou por grupo de circuito. Entretanto não é recomendada a utilização de apenas um IDR para a toda instalação residencial”.

Com isso, espero ter ajudado a você eletricista, eletrotécnico e a você engenheiro que esta iniciando nesta área tão fascinante que é a nossa.

Dúvidas? Escreva logo abaixo nos comentários que terei uma enorme satisfação em poder lhe ajudar.

Não deixe de visitar o blog #periciaeletrica. Sempre está pintando posts de vários colegas engenheiros altamente capacitados!

Até a próxima postagem! Um grande abraço a todos!

 

Veja também:

Adicional de periculosidade com eletricidade – Descubra se você tem direito

Empreendedorismo para engenheiros eletricistas em menos de 5 minutos

Laudo de Inspeção Elétrica – Dicas de Perícia Elétrica

Compartilhe com seus amigos!
Por | 2020-02-25T21:04:54-03:00 fevereiro 11th, 2020|Dicas técnicas|

Sobre o autor:

Leandro Brandão
CEO da Brandão Engenharia & Consultoria Eletrica, Engenheiro Eletricista, pós graduando em Engenharia de Segurança do Trabalho. Experiência em manutenção elétrica industrial, elaboração de projetos elétricos, sistemas de energia ininterrupta, coordenação e gerenciamento de projetos elétricos e fotovoltaicos, gerenciamento de energia, iluminação pública e elaboração de laudos e vistorias em instalações elétricas. Com a experiência adquirida com o passar dos anos pude também atuar como professor ministrando aula de para cursos técnicos e cursos profissionalizante.

Deixe um comentário!

WhatsApp chat