contato@periciaeletrica.com.br | (41) 3011-3611 | Curitiba-PR

Cada vez é mais comum encontrar módulos fotovoltaicos, ou painéis solares como são mais conhecidos, instalados em residências, empresas, propriedades rurais e indústrias.

Por essa razão, neste post apresentamos 3 motivos para escolher painéis solares nacionais na hora da instalação. Para isso consideramos o princípio da sustentabilidade e seus três pilares, que são:

  • Social
  • Ambiental
  • Econômico

 

Impacto Ambiental

 

A energia solar é considerada renovável por ser inesgotável em nosso ciclo de vida na terra.

Porém, os combustíveis fósseis como petróleo, carvão mineral e gás natural são considerados não renováveis, pois o seu ciclo de renovação é muito longo.

O que quase ninguém sabe, entretanto, é que para fabricar um painel solar é necessário poluir. Desde a extração dos minérios, tratamentos químicos dos materiais até a fabricação dos componentes e montagem a poluição se faz presente no processo.

Além disso, dependendo de onde ele é fabricado, esta poluição pode ser ainda maior, pois no processo é exigido uma certa quantidade de energia elétrica que pode ser provida por uma energia não renovável.

O Brasil é um dos países que tem maior parte de sua geração de energia elétrica por fontes renováveis, chegando a 82% de toda a matriz elétrica do país, muito acima da média mundial que chega somente a 24% (EPE,2018).

 

Matriz energética

 

Dessa maneira, os painéis solares produzidos no Brasil deixam menos pegadas de carbono na atmosfera do que os produzidos em outros locais do mundo como a China, fazendo com que seja a melhor escolha quando se pensa no meio ambiente.

 

Fomento Econômico Nacional

 

O mercado de energia solar por si só já gera milhares de empregos em diversas áreas, como nas fábricas de painéis solares, nas distribuidoras, empresas que vendem os sistemas, indústrias, entre outros, envolvendo várias classes sociais.

Com isso, ao adquirir um equipamento fabricado no Brasil se tem um impacto econômico positivo ao país, de modo que haverá mais contratações nas indústrias de painéis solares, fazendo com que o dinheiro circule em âmbito regional e nacional.

Além de manter o dinheiro girando no mercado interno se tem arrecadação de impostos, trazendo mais receita para o governo.

 

Impacto Social

 

Infelizmente ainda há aqueles que só se preocupam com o valor monetário dos equipamentos, deixando de lado o desenvolvimento da economia local, a questão da poluição no planeta e os benefícios da sociedade caso os equipamentos comprados fossem nacionais.

Embora muitas pessoas pensem que não existe benefício social, o impacto econômico pode favorecer uma melhora na vida da população. Visto que se diminui o desemprego, o governo arrecada mais impostos para investir em infraestrutura e serviços para a população e, com isso, proporcionar mais saúde, segurança e qualidade de vida.

 

Veja também:

Energia solar fotovoltaica – Fusível? Quando usar?

7 cuidados durante a instalação do sistema fotovoltaico

Energia solar fotovoltaica – Fator de dimensionamento do inversor (FDI)

Compartilhe com seus amigos!
Por | 2020-01-16T11:59:44-03:00 janeiro 15th, 2020|Energia solar fotovoltaica|

Sobre o autor:

Alysson Pinho
Engenheiro eletricista e engenheiro de telecomunicações, com especialização em gerenciamento de projetos pela FGV. Perito de instalações elétricas e de sistemas fotovoltaicos, com experiência em projetos de implantação de telefonia móvel, sistemas de geração distribuída, instalações elétricas prediais e industriais.

Deixe um comentário!

WhatsApp chat